Eletroterapia

eletroterapia é o uso de correntes elétricas para finalidades terapêuticas como a analgesia ou a estimulação funcional muscular. Contudo, a estimulação nervosa motora tem efeito na produção de contrações musculares e assim, obter funcionalidade para o movimento.

A eletroterapia é um recurso fisioterápico amplamente utilizado como adjuvante na reabilitação dos mais diversos tipos de patologias. Sua técnica consiste em utilizar correntes elétricas de baixa intensidade através de eletrodos que são aplicados diretamente na pele.

Principais tipos de eletroterapia
  1. TENS - Terapia por estimulação elétrica nervosa transcutânea.
  2. Ultrassom.
  3. Corrente Russa.
  4. Terapia a laser de baixa intensidade.
  5. FES - Estimulação elétrica funcional.
  6. Diatermia por ondas curtas.
  7. Fotoquimioterapia com psoraleno - PUVA.

Nos tratamentos estéticos, a eletroterapia é aplicada através do uso de aparelhos que emitem estímulos elétricos de baixa intensidade, os quais podem ajudar na melhora da circulação, nutrição, oxigenação e metabolismo da pele.

A técnica faz uso de um pequeno dispositivo elétrico (em geral, movido à bateria), que controla a intensidade dos estímulos a serem aplicados, enquanto pequenos eletrodos colados à pele na região em que ocorre a dor fazem com que a corrente chegue até os músculos.

Aqui na Ana Bely você encontra uma grande variedade de produtos para sua clinica, laboratório e hospital de marcas renomadas.

Ver como Grade Lista

4 itens

por página
Definir Direção Decrescente
Ver como Grade Lista

4 itens

por página
Definir Direção Decrescente